Implante dentário: preço, tipos, e muito mais!

implante-dentario

Procurando informações sobre implante dentário? Então chegou ao lugar certo! Neste artigo, você vai compreender em detalhes o que ele é, os tipos existentes, preço, se dói, como funciona e muito mais. Sem mais enrolação, vamos direto ao assunto, confira! 

O que é implante dentário?

Como seu nome sugere, o implante dentário é a implantação de um “novo dente”. De modo lógico, não é de fato um dente que será implantado em sua boca, mas sim uma prótese que pode ser feita de diferentes materiais e tem uma grande proximidade estética e funcional do osso propriamente dito.

Em um tópico mais à frente, você vai compreender melhor sobre sua constituição e como ele funciona. Agora, vamos aos tipos de implantes dentários!

Quais os tipos de implante dentário?

Existem alguns tipos de implantes dentários e, neste tópico, você vai conhecer cinco deles. Saber disso é importante para ter uma compreensão maior do que é de fato um implante dentário e todos os benefícios que ele pode trazer a vida de uma pessoa. Dessa forma, confira nas próximas linhas detalhes sobre cada um desses diferentes tipos.

Implante unitário simples

Com um nome de fácil sugestão, o implante unitário simples é indicado para pacientes que precisam repor ou trocar apenas um único dente. Contudo, isso não significa que esse procedimento possa ser realizado uma única vez.

Quando se faz necessária a implantação de mais de um dente, principalmente em sequência, outras técnicas podem ser mais apropriadas. 

Assim sendo, para realização de um implante unitário simples, é inserido um pino de titânio no osso mandibular ou na maxila para dar suporte e fixação ao restante da estrutura da prótese que será implementada.

O titânio é o material escolhido por ser de difícil rejeição para o corpo humano e se adaptar bem a ambientes úmidos e molhados como a boca, sem enferrujar ou oxidar.

Implante duplo

Apesar de seu nome, o implante duplo é indicado para quando há uma perda de três dentes consecutivos e não apenas dois. Desse modo, o duplo em seu nome é devido a quantidade de pinos de titânio que possui, que são apenas dois.

Geralmente, esse procedimento é indicado para simplificar o procedimento e não implantar dente por dente com a técnica anterior, por exemplo, e para baratear o custo. 

Implante com prótese protocolo

Neste procedimento, são implantados de 4 a 8 dentes no paciente, formando uma prótese fixa, ou seja, que não pode ser removida pelo paciente. De maneira geral, seria muito trabalhoso, custoso e desconfortável se fosse necessário realizar de 4 a 8 implantes simples ou 2 duplos e um simples.

Para isso, montar uma prótese dentária com a quantidade de dentes necessários e realizar apenas um procedimento, uma aplicação, se torna muito mais viável. Eis o implante com prótese protocolo.

Entretanto, esse tipo de implante exige que os ossos do paciente estejam saudáveis. Afinal, ela é feita sob uma barra que é revestida por uma gengiva artificial e, quando colocada, apresenta-se de forma extremamente natural, sendo imperceptível que a pessoa utiliza uma prótese.

Vale destacar, ainda, que esse tipo de implante exige uma higiene bucal rígida. Do contrário, pode acabar prejudicando a saúde da gengiva e tendo que remover o implante.

Implante com prótese overdenture

Assim como o implante com prótese protocolo, o implante com prótese overdenture é indicado para pessoas que perderam todos os dentes. Porém, possui algumas diferenças muito importantes quando comparado ao outro procedimento.

A prótese overdenture suporta de 4 a 6 dentes, dois a menos do que o modelo protocolo. Além disso, ela pode ser considerada mais próxima de uma dentadura, uma vez que pode ser retirada facilmente.

Quando comparamos esse implante às dentaduras, sua vantagem se concentra na maior fixação, naturalidade no que diz respeito à aparência e conforto. Outro ponto positivo que poderia ser citado, mas agora comparando a prótese protocolo, é seu menor preço.

Implante zigomático

Diferentemente dos outros procedimentos citados anteriormente, o implante zigomático ocorre no osso zigomático, que fica na região conhecida como “maçã” do rosto. Ele é indicado para pessoas que possuem uma atrofia maxilar severa e substitui a dentadura.

Qual o preço de um implante dentário?

Como você pode ver, existem pelo menos cinco tipos diferentes de implantes dentários, algo que impacta no preço final. Além disso, outros fatores são importantes e fazem com que esse valor oscile bastante, como o profissional que vai realizar o procedimento, o local do país em que mora, se há necessidade de outros procedimentos e assim por diante.

Sendo assim, tome o preço que será dito apenas como uma média e busque um profissional de sua confiança para saber quanto ele realmente cobra para o seu caso específico.

Dito isso, em um geral, o preço do implante dentário pode variar de R$ 800,00 até mesmo R$ 16.000,00.

O implante dentário dói?

Não há com o que se preocupar, o implante dentário não dói. Todo o procedimento é realizado com o paciente sob anestesia e, portanto, ele não sente nada. Somado a isso, o osso em que a prótese é colocada tem pouca inervação e, portanto, baixa sensibilidade à dor.

No mais, você poderá tomar analgésicos após o procedimento se o seu dentista julgar que pode ser necessário para o seu caso. 

Como é feito?

Novamente, é importante destacar que a forma como o implante dentário é realizado vai depender do tipo de implante que vai fazer. Ainda assim, podemos descrever um dos procedimentos para que tenha uma boa compreensão do que ocorre de modo geral.

Desse modo, após aplicação da anestesia, o dentista realiza uma incisão na gengiva para ter acesso a maxila ou a mandíbula. Em seguida, simplificadamente falando, ele realiza um furo na estrutura óssea para inserção de um pino de titânio.

Esse pino servirá como base para receber a prótese dentária de fato, funcionando como o “fixador” do dente implantado. Em acréscimo, ele fica por baixo da gengiva, sendo invisível ao sorrir, por exemplo.

Logo após isso, basta colocar o restante da estrutura neste pino, que pode ser feita de resina ou cerâmica, por exemplo. Pronto, você teve um dente implantado.

Para os demais tipos de implantes, o processo será semelhante, com diferença na quantidade de pinos ou até mesmo local de acesso, no caso do zigomático.

Vale ressaltar, ainda, que pode ser necessário extrair a raiz do dente para implantar um novo, o que acrescentaria uma etapa nessa explicação. Quando isso não é necessário, esse procedimento — para aplicação de um único dente —, dura em média uma hora e meia.

Sair da versão mobile