Nova pesquisa sobre vitamina B3 e abortos espontâneos

car healthy eating for young people ekj950 59be6298 a428 4b20 a313 61d6a7a1ed9c 0040a5

Mulheres grávidas não devem começar a tomar suplementos extras de vitamina B3, alertaram os especialistas, apesar de um estudo recente que descobriu que a vitamina B3 (também conhecida como niacina) pode reduzir o risco de abortos espontâneos e defeitos congênitos em camundongos.

A pesquisa ainda está para ser realizada para provar as mesmas descobertas em humanos, eles disseram.

O estudo foi conduzido por cientistas do Instituto Victor Chang em Sydney. Eles procuravam as razões pelas quais algumas mulheres têm abortos espontâneos múltiplos e porque alguns bebês nascem com defeitos cardíacos, renais e espinhais.

Eles descobriram que havia uma ligação com os genes das mães que as torna deficientes em uma molécula conhecida como ‘NAD’ e vitamina B3. O NAD é vital para o desenvolvimento normal dos órgãos do bebê.

O Colégio Real de Obstetras e Ginecologistas da Austrália e da Nova Zelândia avisa que o estudo inicial ainda precisa de mais pesquisas antes que as mulheres grávidas comecem a tomar suplementos extras.

Ligue para Gravidez, Nascimento e Bebê no número 1800 882 436 para falar com uma enfermeira de saúde materno-infantil.

Se você estiver fazendo uma dieta saudável e balanceada, já estará consumindo as quantidades recomendadas de vitamina B3. A vitamina é encontrada em cereais integrais, ovos, leite de vaca, vegetais verdes, carne, nozes e peixes, bem como em Vegemite e manteiga de amendoim.

Embora esta pesquisa represente um começo promissor, os pais em potencial precisam estar cientes de que o estudo não encontrou uma maneira de prevenir abortos espontâneos e defeitos de nascença. É importante que fale com o seu médico antes de tomar quaisquer suplementos adicionais ou se tiver alguma dúvida sobre a sua gravidez (ou futuras gravidezes).