Testosterona Cristalina

O que é a Testosterona Cristalina?

A testosterona cristalina é um produto anabólico que é feito a partir do hormônio testosterona e que está fortemente presente em uma droga muito popular no país. Estamos falando do Durateston.

Atualmente, essa substância é amplamente utilizada por quem deseja aumentar o crescimento de massa muscular, além de ser usado no tratamento de homens com baixos níveis do hormônio no organismo, afetando a libido e a disposição geral.

Também chamada de Durateston, a testosterona cristalina é uma espécie de forma sintética do hormônio, disponível como solução injetável, ou seja, aplicada de forma intramuscular.

A Testosterona cristalina é composta por 4 tipos de testosterona, por isso, é tão potente. Veja quais são eles:

  • Isocaproato de testosterona;
  • Decanoato de testosterona;
  • Fenilpropionato de testosterona;
  • Propionato de testosterona.

Basicamente, o que podemos dizer é que a testosterona cristalina é um esteróide sintético criado de início para o tratamento de doenças associadas ao baixo nível de testosterona no organismo. Mas, que tem sido usada como anabolizante por quem deseja crescimento muscular e maior força.

Para que serve a Testosterona cristalina?

A testosterona cristalina serve para a eliminação de gordura no corpo e para o ganho de massa magra. Com esta substância, o organismo passa a ter mais oxigênio no sangue, algo que favorece esse aumento no volume muscular.

Além disso, a testosterona cristalina promove maior e melhor recuperação dos músculos após intensos treinos. Isso é possível devido ao aumento de hemácias no corpo, processo que ocorre devido ao aumento também de oxigênio na corrente sanguínea.

Em síntese, a testosterona cristalina aumenta a força muscular do indivíduo, que eleva também a capacidade de treino pesado que, por sua vez, proporciona ainda mais volume muscular. Todo esse processo ocorre junto com a perda de gordura, permitindo um corpo mais definido e enxuto.

Quais os benefícios da Testosterona cristalina?

Vamos agora aos benefícios deste esteróide anabolizante, muito conhecido no Brasil como Durateston.

  • Eleva a presença de massa muscular e favorece o crescimento dos músculos;
  • Promove queima de gordura porque acelera o metabolismo;
  • Proporciona ganho de força;
  • Evita o catabolismo;
  • Estimula a produção de células vermelhas, ou seja, hemácias;
  • Fortalecendo o sistema imunológico;
  • Possibilita a criação de novos músculos;
  • Potencializa a recuperação muscular após treinos de intensidade;
  • Melhora a oxigenação do sangue, que é essencial para a saúde do tecido muscular.

Composição da Testosterona Cristalina

Como já dissemos, a testosterona cristalina é a junção de quatro tipos de testosteronas sintéticas, que são: isocaproato de testosterona, decanoato de testosterona, fenilpropionato de testosterona e Propionato de testosterona.

Essas substâncias, juntas, dão ao produto a vantagem de proporcionar ação rápida, de forma constante e por um tempo prolongado. A ação rápida da testosterona cristalina se deve ao propionato. Já o fenilpropionato e o isocaproato, conferem ao anabolizante uma ação mais prolongada, embora demore um pouco para que o efeito apareça.

Agindo juntos, esses tipos de testosterona faz do Durateston (testosterona cristalina), o produto que muitos usuários buscam. Uma só aplicação se mantém ativa no organismo por até 4 semanas, evitando a necessidade de outra aplicação do medicamento.

Como tomar Testosterona cristalina?

Assim como muitos esteróides anabolizantes, a testosterona cristalina deve ser usada em ciclos, que podem ser curtos, médios e longos.

O primeiro ciclo, chamado de curto, tem duração de dez semanas. Neste caso, o usuário faz o uso da testosterona cristalina por seis semanas, sem interrupção; e depois faz um intervalo de quatro semanas. Vale destacar que durante esse intervalo não é recomendado fazer uso de nenhum outro esteróide.

Nem precisa dizer que o ciclo curto é o menos agressivo e com menor propensão a efeitos colaterais. Por isso, é o mais indicado para iniciantes.

O ciclo médio, indicado para usuários intermediários, tem duração de quinze semanas, onde o usuário toma o anabolizante por oito semanas seguidas e faz um intervalo de sete semanas, também sem uso de outros produtos esteróides. Neste caso, ocorre uma exposição maior do medicamento, aumentando também o risco de reações desagradáveis.

Por fim, o ciclo longo, que é indicado apenas para pessoas mais experientes no uso de anabolizantes. A duração dele é de dez semanas de uso contínuo, sem intervalos. Neste caso, a exposição ao medicamento é alta, assim como o risco de efeitos colaterais. Esse ciclo de testosterona cristalina jamais deve ser feito por iniciantes.

Apesar de muitos usuários desejarem resultados rápidos e evidentes, muitas vezes é preciso ter cautela e respeitar e tempo das doses. É mais válido ir pelo caminho seguro e esperar um pouco pelos resultados a colocar a saúde em risco.

Quais os efeitos colaterais da Testosterona cristalina?

Por ser um esteróide anabolizante, a testosterona cristalina também traz efeitos colaterais, na maioria das vezes associados ao uso indevido ou em excesso da substância.

Os mais comuns são:

  • Náuseas;
  • Redução da libido;
  • Problemas no fígado;
  • Inchaço, principalmente nos pés e tornozelos;
  • Ginecomastia em homens;
  • Retenção de líquidos;
  • Atrofia testicular;
  • Calvície masculina;
  • Pressão alta;
  • Acne;
  • Oleosidade excessiva na pele;
  • Engrossamento da voz;
  • Dentre outros.

Testosterona cristalina faz mal?

A testosterona cristalina é um medicamento androgênico e, portanto, seu uso em excesso causará muitos efeitos desagradáveis. Sendo assim, o que podemos dizer é que não é a substância em si que faz mal e sim o seu uso indevido.

Seja qual for seu objetivo, estético ou não, é preciso seguir as recomendações descritas na bula. Caso contrário, os efeitos colaterais relatados neste texto vão surgir com mais frequência e intensidade, colocando a saúde em risco e comprometendo os resultados.

Entendendo a testosterona

A testosterona é um hormônio importante. Pode aumentar a libido, aumentar a massa muscular, aguçar a memória e aumentar a energia. No entanto, a maioria dos homens perde testosterona com a idade.

A relatou 20 a 40 por cento dos homens mais velhos têm uma condição médica chamada hipogonadismo e precisam de terapia de reposição de testosterona (TRT). Mas existem desvantagens no TRT, incluindo o potencial de doenças cardíacas, alta contagem de glóbulos vermelhos e outras condições.

terapia hormonal bem sucedida envolve obter a dose certa pelo método de entrega certo para suas necessidades individuais. Existem adesivos , cremes , injeções e pellets de testosterona.

Para fornecer uma dose consistente a longo prazo, os grânulos podem ser uma boa opção. O seu médico pode discutir essas opções para encontrar o método certo para você.

Pellets de testosterona

Os pellets de testosterona, como o Testopel, são pequenos. Eles medem 3 milímetros (mm) por 9 mm e contêm testosterona cristalina. Implantados sob a pele, eles liberam lentamente testosterona ao longo de três a seis meses.

Um procedimento curto e simples é realizado no consultório do seu médico para implantar os pellets sob a pele, geralmente perto do quadril.

Esses grânulos são uma forma de ação prolongada da terapia com testosterona. Eles devem fornecer uma dose estável e estável de testosterona, normalmente fornecendo o nível necessário de hormônio por quatro meses.

Encontrar a dose certa

Pode levar tempo para encontrar a dose certa para melhorar seus sintomas de baixa testosterona . Excesso de testosterona pode desencadear efeitos colaterais perigosos, incluindo um aumento na contagem de glóbulos vermelhos (RBC) . A pesquisa mostra que há outros riscos para excesso de testosterona também.

Encontrar a dose certa pode ser um desafio para algumas pessoas. Você pode trabalhar com seu médico para encontrar a dose certa para o seu corpo, o que também pode ajudá-lo a encontrar o método certo.

Vale a pena usar testosterona cristalina?

Em termos de resultados, vale a pena usar a testosterona cristalina. Se você está comprometido a tomar as doses dentro do limite de segurança, respeitando seu corpo, não há problema em recorrer à testosterona cristalina.

O que não vale a pena é o uso indevido que, diante da pressa em apresentar resultados, implica no risco de efeitos colaterais, inclusive graves. Algumas consequências do uso inadequado da testosterona cristalina que podemos citar são ― além dos efeitos colaterais já relatados:

  • Alterações na estrutura dos vasos sanguíneos;
  • Grande risco de trombose;
  • Infertilidade, tanto em homens quanto em mulheres;
  • Problemas nos rins;
  • Impotência sexual.

Contraindicações da testosterona cristalina

O consumo deste esteróide não pode ser utilizado pelos seguintes grupos de pessoas:

  • Portadoras de alguns tipos de câncer, como: renal, pulmonar ou de mama;
  • Diabéticos e hipertensos;
  • Portadores de doenças cardíacas;
  • Com histórico de doenças do fígado e dos rins;
  • Com epilepsia;
  • Mulheres grávidas ou amamentando;
  • Crianças e adolescentes;
  • Idosos;
  • Alérgicos a soja ou amendoim;

Quem utiliza ou vá utilizar o hormônio ACTH e corticosteróides, que são usados no tratamento de doenças como alergias diversas, reumatismo, asma e artrite;
Quem faz uso de medicamentos que controlam os níveis de açúcar (como insulina) e anticoagulantes.

Onde comprar Testosterona Cristalina?

A testosterona cristalina ― ou como é mais conhecido, o Durateston ― pode ser adquirido em lojas que revendem o produto de forma autorizada ou farmácias. A venda também é feita amplamente na internet.

A venda é feita sob prescrição médica, embora na internet algumas lojas dispensam a apresentação da mesma. Neste caso, muito cuidado para não comprar produto falsificado que possa colocar sua saúde em risco e comprometer os resultados.

Deixe um comentário